Miami para relaxar: 10 programas essenciais pra quem quer sossego no paraíso das compras


Miami é conhecida por sua badalação e agito incomparáveis: o clima de praia, sol, calor e diversão tomam conta da cidade e, durante a noite, festas e bares lotam até o amanhecer! Por onde se anda, há movimento de pessoas e de carros, e opções de entretenimento variado existem aos montes!

Mas, por mais estranho que possa parecer, existe uma Miami pra quem deseja apenas relaxar ou curtir uns dias de folga no dolce far niente. Nada de agito, de bares, de música latina no último volume…compras, então, nem pensar! Se você é desses, que AMA o astral de Miami, mas busca algo mais tranquilo para suas férias, não pode perder uma ou várias dessas atividades:

Miami para relaxar

1.

Visite o Miami Beach Botanical Garden, um Jardim Botânico pra lá de relaxante e bem cuidado em South Beach. Palmeiras, bromélias, orquídeas, vegetação nativa e um lindo jardim japonês são coisas que verá durante o seu passeio. O parque, em si, não é tão grande, mas o bacana é a intensa programação do local, que inclui aulas de yoga, meditação, artes para crianças e até cursos de oratória. No site tem as datas e horários completos!

2.

Se você se conecta melhor com a natureza apreciando o mar (como eu!), nada melhor do que alugar um barco ou iate para aproveitar o melhor de Miami do seu jeito! O Miami Yatch Chartes aluga o que você precisar – desde barcos pequenos a megaiates para festas privadas e até casamentos! O período de utilização também pode ser combinado: há passeios curtos até Key Biscayne para fazer caiaque e stand up paddle, outros médios para mergulho e snorkel, e ainda tour prontos (como o das mansões em Miami, onde é possível ver as casas dos magnatas e celebridades!). A minha sugestão? Um jantar romântico em alto mar: a partir de US$49 + bebidas/ pessoa já é possível fazer um passeio de 2 horas!

3.

Se preferir levar a brincadeira do mar um pouco mais a sério, que tal um cruzeiro de um dia para as Bahamas? Essa é a porção caribenha mais próxima de Miami, e vale muitíssimo a pena para quem deseja ver aquela paisagem de areia branquinha e mar azul turquesa de cartão postal (eu já fiz um cruzeiro pras Bahamas e recomendo de olhos fechados!). A One Day Bahamas Cruise tem pacotes a partir de US$99, e a Viator tem um específico de luxo, e que ainda dá acesso a um day-pass de um resort (e a todas as comodidades dele) por US$195. Em ambos há refeições incluídas e entretenimento a bordo variado (com música, aulas de dança, shows e brincadeiras).

4.

Para passear em South Beach praticamente se sentindo um local, alugue uma scooter! Além de super gostoso e total no clima “cabelo ao vento em grande estilo” tem a vantagem de ser muito econômico e dispensar os altos valores para estacionamento nas ruas! A Beach Scooter oferece pacotes para vários dias (tem até pra quem vai passar um mês todo na cidade!). A Miami Beach Scooter Rental tem aluguel pra duas horas por a partir de U$24,99. Já a Viator oferece passeios em grupo com scooter, também a partir de US$24,99. Para dirigir basta a carteira de habilitação tradicional (para carros) brasileira e válida!

5.

Ah, as praias! É impossível ir a Miami sem curtir uma praia, mesmo que seja inverno por lá! No verão, obviamente, tudo fica muito mais movimentado (e quanto mais pra South Beach, mais muvucado fica!), mas no inverno há muita gente que vai apenas praticar um exercício (como caminhada, corrida, surf, frescobol…), tomar um sol ou ler um livro! Particularmente falando, claro que adoro o burburinho de South Beach, mas prefiro North Beach (ou até Mid Beach), porque é (são) bem mais calma (s) e permite (m) que a gente aproveite a praia numa boa, Virginia Key Beach, que é ideal para uma conexão com a natureza por proporcionar várias atividades relacionadas ao ecoturismo, e Surfside Beach, uma praia tão tranquila que parece deserta e é a mais indicada para a prática de esportes!

6.

Muitas, muitas, muitas áreas verdes você vai encontrar em Miami! E essa coisa de “beleza natural de verde e mar” misturada ao agito de uma grande metrópole (com seus arranha-céus e freeways por toda parte) é que faz com que essa cidade seja tão especial, na minha opinião. Os moradores da região têm o hábito de aproveitar bastante os parques das redondezas, seja pra praticar um exercício ao ar livre, seja pra levar as crianças, e até mesmo pra um piquenique ou churrasco de domingo. Das milhares áreas verdes e parques nacionais/ regionais da Grande Miami, eu separo três: o Bayfront Park, em Downtown, que oferece uma estrutura mais urbana, digamos assim – de lojas nas redondezas, lugares pra fazer um lanche, aluguel de bicicletas etc. – tem ainda aulas de capoeira e yoga gratuitas, e uma das mais belas vistas do pôr-do sol em Miami; o South Pointe Park, que é perfeito para quem quer um visual de primeira (dá pra ver o porto, os prédios de South Beach e mar por onde se olha!), pra quem está com crianças (já que tem playground) e pra quem quer comer num ambiente bacana ao ar livre (o mais tradicional dali é o Smith & Wollensky); e o Matheson Hammock Park, mais ao sul de Coconut Grove, que tem uma piscina natural que se forma com a água do mar, e proporciona uma paisagem única – sem contar que o local não é tão turístico assim, o que o torna perfeito pra uma tarde de total relax nos arredores de Miami.

7.

Engana-se quem pensa que o hábito de tomar chá à tarde é exclusivo dos ingleses! Nos EUA, principalmente em Miami, Sunday brunches e Afternoon teas são tão procurados e disputados, que quase todos os hotéis têm uma versão especial pra quem deseja experimentar uma dessas refeições tradicionais (são clássicos em Miami, na verdade!). Eu sou apaixonada pelo “momento café/ chá”, porque em poucas horas do meu dia eu me sinto tão relaxada quanto na que eu paro pra beber meu chá, café ou suco, e leio alguma coisa, penso na vida e fico vendo o tempo passar sem pensar em mais nada! É realmente uma delícia! Em Miami eu indico o afternoon tea do The Villa by Barton G, um hotel boutique que ocupa um prédio que já foi a mansão de Versace, em plena Ocean Dr. Só pela localização já vale a experiência: é a oportunidade de passar uma tarde de puro luxo e conforto numa das construções mais tradicionais de South Beach! Os preços do menu, que oferece chás variados, sanduiches gourmet, e doces variados, são de US$55 dólares a versão simples, e US$75 a com champanhe.

8.

Poucas coisas fazem tão bem pro corpo e pra alma do que mexer o esqueleto e dançar como se não houvesse amanhã! Sabe-se que a presença de latinos em Miami é massiva e, por consequência, a cultura deles também invadiu a cidade. É muito comum se ouvir salsa, merengue, bachata nas ruas, nos bares, nos restaurantes. Quem se encantar por esses ritmos e quiser ter uma experiência bem diferente das convencionais pode agendar uma aula de dança! A Salsa Art tem várias opções de pacotes, mas a partir de US$15 é possível fazer uma aula de ritmo latino em grupo (com duração de 1 hora), e a partir de US$75 é possível fazer a mesma aula na versão individual.

9.

Pros que amam cozinhar, um programa mais do que agradável em Miami pode ser preparar a própria refeição completa numa aula de culinária! O Open Kitchen Miami tem uma proposta bem legal: supervisionados por uma chef, um grupo de 8 alunos prepara entrada, massa, prato principal e sobremesa. O mais bacana é que todos podem tomar notas e, ao final, saborear os pratos que vêm acompanhados por vinho! O valor por pessoa é de US$70 + taxas.

Já o clássico hotel The Biltmore, em Coral Gables, é endereço de uma das mais tradicionais escolas de culinária da região – a The Biltmore Culinary Academy. A escola oferece cursos, workshops e eventos para todas as idades, e de diversos níveis (ninguém precisa ser expert pra se aventurar em uma única aula, isso que é bacana!). A partir de US$85 já é possível agendar uma aula particular no Biltmore!

10.

Quem deseja relaxar DE VERDADE não pode sair de Miami sem aproveitar um Day Spa. Também é outra coisa que tem em Miami aos montes – quase todos bom hotel que se preze tem ótimos serviços de spa e de beleza. Quem tem dinheiro sobrando e quer o máximo do conforto e luxo pode optar pelo Day Spa do Acqualina Resort. Só pelo hotel, já valeria a experiência: ele simplesmente tem o selo 5 estrelas de hospedagem da Forbes, faz parte do The Leading Hotels of the World, e é o mais bem cotado resort de luxo na região por sites como o Trip Advisor. O Spa dele conta com serviços de massagem, esfoliação corporal e facial, bandagem e tratamentos faciais, e ainda serve chás e almoço. O preço não é dos mais amigáveis, US$600 por pessoa, por 4 horas. Mas quem pode, pode, né?

Outra opção um pouco mais modesta é o Spa do hotel Mandarim Oriental. Ele é tido por muitas publicações de peso (incluindo a seção de viagem do NY Times) como o melhor da cidade por ser mais do que completo, e focar no bem estar físico, mental e emocional do cliente/ hóspede. As opções de tratamento são as mais variadas: há Spa Suite, plano de refeições para emagrecimento, até personal trainner e aulas de pilates, tai chi e yoga. Claro, massagens das mais variadas não poderiam faltar! Há serviços de 50 minutos que custam a partir de US$65, mas quem optar pelo pacote mais completo d eum dia pode chegar a desembolsar míseros US$1045!

Talvez também se interesse por:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>