Montevidéu: o que você não deve deixar de fazer na capital uruguaia


mvd edit8 Montevidéu está a pouca distância de voo de São Paulo (2h30, aprox.), Rio (3h, aprox..) ou Porto Alegre (1h, aprox..), e é um destino que pode perfeitamente ser combinado com Punta del Este, Buenos Aires, ou até mesmo ser visitado de forma isolada, já que a capital uruguaia cabe em 48 horas (o essencial dela) e pode ser seu escape ideal para um final de semana diferente e tranquilo.
À primeira vista, nem parece que a cidade abriga mais de 1,5 milhão de habitantes. Não se vê tumulto de gente, trânsito caótico, excesso de barulho, e em nenhum lugar (pelo menos onde fui) se tem a sensação de insegurança. Por mais que algumas construções sejam antigas e mereçam uma revitalização, Montevidéu é, no geral, bastante limpa e organizada. As ruas são muito arborizadas e o que não faltam são áreas verdes para descanso e uso comum. O legal é entrar no clima de total relax dos uruguaios e aproveitar o que de melhor a cidade tem pra oferecer.
Eu separei meus “pontos e afazeres imperdíveis”, que espero que valham pra você também! Anote aí:

mvd edit11. Pra uma primeira visita, provavelmente seu ponto de partida será a Plaza Independencia, o cartão-postal de lá. A praça separa o centro da Ciudad Vieja (ou Cidade Velha, a parte mais antiga de Montevideo, que começou a ser povoada quando a própria cidade foi construída, no início do século XVIII). De fato, ela é muito bonitinha e bem conservada, e no seu entorno ficam alguns prédios administrativos do governo uruguaio, a “puerta de la ciudadela” (uma das poucas partes que restaram da muralha que protegia a Cidade Velha) e o imponente Palácio Salvo, uma belíssima construção inspirada na art-dèco, que figura hoje como o maior símbolo arquitetônico do país.

mvd edit22. O povo uruguaio ama cultura, e se orgulha fervorosamente do Teatro Solís, uma obra também do século XVIII que até hoje recebe os principais shows, peças, concertos e exposições do país. O teatro fica coladinho na Plaza Independencia, e o bacana é fazer a visita guiada (que também tem em português/ portunhol). É baratinha, não custa mais que o equivalente a R$5, e com ela é possível entender bastante da História e da cultura do Uruguai. O prédio todo é lindo e muito bem administrado, com peças (como o lustre central da plateia), que merecem ser admiradas! Eu adorei e recomendo!

mvd edit33. Passeie com calma pelas ruas da Ciudad Vieja/ Cidade Velha. Se estiver num final de semana, a desvantagem é que a maior parte do comércio e dos prédios estará fechada. Mas talvez isso confira à região um charme extra! Sem movimento é possível explorar o bairro com calma, fotografar as lindas casas históricas e sentir todo o clima de nostalgia presente por lá. Cafés, restaurantes e lojinhas bacanas não faltam! Minha dica é: coma no tradicional Café Brasilero (uma espécie de Confeitaria Colombo do Uruguai, simplesmente a cafeteria mais antiga da cidade!) ou no charmoso 25 Restó. E, claro, não deixe de conferir artesanato e várias peças de artistas plásticos na Peatonal Sarandí.

mvd edit44. Paris tem a Torre Eiffel, Nova Iorque tem a Estátua da Liberdade, o Rio tem o Cristo Redentor, e Montevidéu tem…o Mercado del Puerto (mercado do porto)! Isso mesmo! Parece estranho dizer que o ponto mais característico, digamos assim, de uma cidade é um mercado público, mas esse é realmente o clássico dos clássicos! Não tem como ir a Montevidéu sem pisar ali! O motivo? É no Mercado do Porto onde você pode comer a autêntica parrillada uruguaia (o churrasco deles), a iguaria mais famosa e tradicional do país, que é preparada na hora pra todo mundo que quiser ver e saborear! Sábado na hora do almoço é quando o lugar ferve de gente, e o programa deixou ser apenas turístico pra virar até cultural em Montevidéu! O interessante é ir com tempo, pra dar uma volta no lugar, sentar em algum bar, relaxar, beber algo e comer carne até dizer chega!

5. Curte museus e cultura? Então não deixe de visitar o Museu Torres García, com obras e História do que foi um dos maiores artistas uruguaios!

mvd edit56. Nada mais gostoso que passear pelas Ramblas, que são as avenidas à beira-mar de Montevidéu. Ao todo, são mais de 22km costeando o Rio da Prata, e nelas é possível caminhar, praticar exercício (as bicicletas são super comuns e podem ser pegas gratuitamente em alguns pontos da cidade, confira quais são neste site http://movete.montevideo.gub.uy/), ou até mesmo aproveitar uma prainha (de água doce…mas a areia branca até engana bem! Eles chamam mesmo de “playa” e todas elas ficam lotadas nos meses de calor! ). A parte onde achei mais bacana foi em Punta Carretas (Rambla Mahatma Gandhi) e em Pocitos (Ramble República del Perú), a mais movimentada delas.

mvd edit67. Algumas coisas têm MUITO a ver com a Capital do Uruguai: mate, obviamente. É quase impossível ver um uruguaio caminhando na rua sem uma garrafa térmica e uma cuia na mão, dá até vontade de sair por aí com uma térmica também! Outra coisa: como eu já comentei, Montevidéu tem diversos espaços verdes (dizem que há uma árvore para cada 3 pessoas na cidade), e coisas que eles sabem fazer muito bem é aproveitá-los ao máximo! Eles levam cadeira de praia pra ficar na sombra (bebendo um mate, claro!), fazem piquenique, sentam embaixo de uma árvore pra ler um livro, levam cachorro pra passear…Aproveite tudo isso, também! Vá ao Parque Rodó, um dos mais famosos, e curta uma tarde bem agradável! O espaço tem algumas opções de comidas, um campo de golf aberto, parque de diversões e uma feirinha bem tradicional nos finais de semana.

8. O tempo não ficou excelente pra passeios em parque, então vamos pra um shopping, é isso? Mais ou menos…De fato, quando o tempo fica ruim, a gente corre pro primeiro shopping que vê pela frente…Mas ninguém precisa esperar pela chuva pra visitar o Punta Carretas, o mais movimentado – e bonito! – da cidade. O prédio onde o shopping está instalado funcionava como uma penitenciária até a década de 80 e, na minha modesta opinião, é um dos mais belos de toda a cidade! De uma arquitetura realmente impressionante, vale conferir!

mvd edit99. O Uruguai respira cultura e várias são as atividades artístico-culturais que você pode fazer à noite! Se der a sorte de encontrar algum bom espetáculo em cartaz no Teatro Solís, nem pense duas vezes! Se não, ou se mesmo ainda estiver com sede de mais atrativos culturais, existem vários espetáculos no Teatro Metro e no Teatro el Galpón. Pra quem gosta de ballet, o Auditorio Nacional Adela Reta é o palco do Ballet Nacional Sodre (o ballet nacional do Uruguai). Acha ballet algo muito paradinho e sem graça? Pois no mesmo Auditorio tem sempre algo muito interessante em cartaz, de peças de teatro e óperas, a exibições de fotografia. À noite também é bacana conferir espetáculos de tango (que não são exclusividade dos argentinos! Os uruguaios também são experts nisso!) e candombe (dança típica uruguaia) no Museo del Vino, um espaço sensacional para os amantes de artes, música e de um bom vinho.

mvd editdoces10. Pelo amor de Deus! Não saia dali sem provar (e de preferência mais de uma vez!) os sensacionais doces uruguaios! Alfajor, doce de leite (que, desculpem os mineiros, mas consegue o quase impossível – ser ainda melhor!), sorvetes super cremosos, tortas de matar o freguês de água na boca…Seguem alguns lugares onde é possível provar dessas delícias:
Para sorvetes – as redes La Cigale e Freddo são verdadeiras tentações! Duvido você passar na frente de uma (e por sorte existem várias delas na cidade!) sem pegar uma casquinha de sorvete sequer! Para cafés e pasteles – pasteles, em espanhol, não são os pastéis que conhecemos aqui no Brasil, não. São todos os tipos de doces, genericamente falando, desses que comemos com café e vemos em confeitarias. E os “pasteles uruguaios”…que perdição! Pode ser por isso que os uruguaios são tão viciados no “momento café”…também, com essas delícias…ai, ai ai…A Amaretto Bakery Cafe, em Punta Carretas, é uma espécie de “padaria gourmet” onde se pode tomar um cafezinho delicioso! A Oro Del Rhin é uma das mais famosas cafeterias da cidade, e é possível encontrá-la no Centro, no shopping Punta Carretas ou em Pocitos (a mais bonitinha e agradável delas!). Quem estiver na Ciudad Vieja pode comer tortas no Cafe Bacacay (que tambem tem um tiramisu irresistível)!

Fotos: com exceção dos quadros “cultura” e “delícias uruguaias”, todas são minhas. Reprodução proibida sem prévia autorização, de acordo com a Lei de Direitos Autorais.

Talvez também se interesse por:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>