O dia em que (infelizmente) NÃO fui a Niagara Falls… 3


Um dos passeios que  (talvez “o” que) mais indico pra quem está planejando uma viagem à costa leste canadense, foi exatamente o que eu não fiz quando estive por lá: o day tour às cataratas do Niágara.

Foi como se eu tivesse ido pro Egito sem bater foto com as Pirâmides, pra Dubai sem ver o Burj al arab, pra Paris sem subir na Torre Eiffel, ou pro Rio sem dar uma passadinha no Cristo Redentor…

Bom, tem gente que evita os passeios ultra turísticos e tem aversão a qualquer lugar muito cheio de gente ou a passeios clássicos demais. Eu até sou dessas que prefere visitar as coisas menos óbvias das cidades que conheço, porque, não raro, eu me sinto muito imbecil incorporando demais a turista e, principalmente, porque acho bem mais interessante fazer o que as pessoas da cidade fazem, e não os que os visitantes procuram fazer. Tento fugir do lugar comum. Na minha opinião, mesmo quando não tenho muito tempo disponível, é o que me aproxima mais das outras culturas, o que torna o meu passeio mais rico e cheio de novidades (e não é à toa que eu AMO viajar na baixa temporada, que é quando tudo isso se torna mais possível!)!

Mas tem certas coisas que…não tem como! A gente precisa conferir de perto!

No meu caso específico de Niagara Falls, deixei de ir por uma série de fatores. Como já devem ter lido nos posts anteriores, eu estava viajando sozinha…Não consegui me encaixar num grupo e, quase em cima da hora, arrumei um indiano, proprietário de vans de turismo, que me garantiu que me levaria lá num passeio individual por não muito mais do que era o preço/pessoa para grupos mínimos de 4 passageiros. No início, achei extremamente interessante a ideia de um tour privado, e ele ainda me ofereceu a possibilidade de parar em outras cidades no meio do caminho e em um outlet na volta. Mas todas as pessoas com quem conversei em Toronto sobre esse tour, e pra quem disse que estava contratando individual, não fizeram nada além de me desencorajar imediatamente…Eu, que não sou nem um pouco medrosa, achei que pudesse ser exagero de todo mundo, e um certo preconceito contra imigrantes (pelo menos quando eu falava que o cara era indiano, sentia um certo ar de desaprovação…)…Mas pesei os prós e os contras, e não teve jeito: um jovem mulher sozinha, com um homem que sequer conhecia, um passeio um pouco mais caro que o normal, um dia inteiro fora da cidade, bastante frio, um vento surreal (que devia ser pior mais próximo às Cataratas), um tour que poderia ser meio sem graça feito de forma solitária…pronto! Não fui…

Resolvi continuar meus passeios em Toronto, mesmo, já que estava deslumbrada com a cidade.

As Cataratas do Niágara distam penas 130 km de Toronto, representam a mais volumosa queda d´água da América do Norte e ponto obrigatório de visitação tanto para quem está em Ontario, no Canadá, quanto para quem está no Estado de Nova Iorque, ou proximidades, no lado americano. Do lado de onde eu estava, tem várias atrações nas redondezas, como o Queen Victoria Park, que dizem que é lindo, mas que não sei, PORQUE NÃO FUI…

Também comentam que a Skylon Tower – posto de observação às margens das cataratas – oferece uma vista panorâmica deslumbrante…Mas eu também não sei se a informação procede, PORQUE NÃO FUI…

Estando por lá, é possível fazer alguns passeios como o clássico Maid of the myst (pelas corredeiras) ou alguns mais radicais, como o Journey behind the falls (como os que fazem em Foz, embaixo da queda dágua), ou um tour de helicóptero…Também dá pra ir ao cassino, ou simplesmente andar pelas várias lojinhas e restaurantes da região  (Hard Rock Cafe e afins…). Não falta onde se entreter, mas não sei, PORQUE NÃO ESTIVE EM NENHUM DESSES LUGARES…

É possível também um pit stop em alguns dos outlets da região, o Fashion Outlets of Niagara ou o Canada One Factory Outlets, que, dizem, rendem boas compras, mas que não sei, PORQUE NÃO PAREI EM OUTLET ALGUM…

Quem já fez o passeio mais de uma vez, e nos dois países, garante que o lado canadense é bem mais bonito do que o americano. Mas não posso assinar embaixo, PORQUE NÃO VI. NENHUM DOS DOIS (o que me faz pensar agora que também não fiz o passeio do lado americano quando estive em NYC, e cometi a besteira duas vezes!)…

Há outros que dizem, porém, que por mais bonitas que sejam, não se comparam às do Iguaçu ou às de Victoria, na África. Mas que eu também não sei, PORQUE NÃO ESTIVE LÁ PRA COMPARAR…

Eu jurei que volto ao Canadá em breve. Ou em algum dia não muito distante. Mas essas coisas, a gente não sabe…talvez eu não tenha mais a oportunidade de pisar por lá.

Por isso que é importante, em qualquer viagem, não deixar de fazer nada que recomendam, ou que seja um ponto alto do local, por mais que a gente vá e, na volta, chegue à conclusão que foi tempo perdido. Porque depois bate um arrependimento se a gente deixa de lado…

Então, nem pensem duas vezes: se estiverem em Toronto,  não façam como eu!! Com excursão de indianos, chineses, canadenses, paquistaneses…com frio, com chuva, ou com Sol de rachar…com mais ou menos tempo – visitem as Cataratas do Niágara!!!

Talvez também se interesse por:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

3 thoughts on “O dia em que (infelizmente) NÃO fui a Niagara Falls…