O imperdível artesanato colombiano! 3


Confesso que nunca fui grande fã de nenhum tipo de artesanato. Admiro, valorizo o trabalho dos artesãos, reconheço todo o valor histórico que tem por trás de cada peça feita a mão em qualquer lugar do mundo, mas nunca fui consumidora. Sei lá, acho meio brega…meio sem inutilidade…a gente sempre compra uma peça de artesanato, porque na hora acha bonito, e deixa no canto da sala, servindo pra nada…
De brega e inútil, em se tratando de artigos de viagem, já basta a minha coleção de chaveiros…
Mas, claro: opinião minha, certa ignorância minha também.
No entanto, mudei bastante meu olhar a vários tipos de artefatos manuais depois das minhas viagens à Colômbia. De tudo que vi no país (e olha que foi muita coisa!), o que mais me chamou a atenção foi justamente o que sempre “olhei por cima” quando estava fora de casa: o ARTESANATO.

vidro pintado à mão

Sério: nunca tinha pisado em algum lugar com obras tão únicas e de um colorido tão incomparável! Seja qual for o material, o artesanato colombiano impressiona!
E foi daí que procurei saber mais a respeito…e que até passei a gostar e valorizar mais, inclusive.

sapatosA Colômbia sempre teve uma riquíssima tradição de artesanato, oriunda dos povos indígenas, que foram os primeiros habitantes do país. Desde muito antes de ser colonizada por espanhóis, essa tradição foi se mantendo e crescendo, tanto que ela (a Colômbia) sempre foi destaque a nível mundial na exportação de artesanato e essa atividade, por sua vez, a responsável pela segunda maior fonte de riqueza do país até a metade do século XX.
O grande sucesso dos materiais mundo afora se deu por vários fatores. Um deles, a variedade dos produtos. A Colômbia é privilegiada, geograficamente falando, por dispor de uma quantidade inumerável de produtos naturais, como bambu, argila, fibras, madeiras, couros etc. Não se pode esquecer, também, que a Colômbia é terra de metais e pedras preciosas – aço, ouro, prata, diamante e esmeralda (60% da fabricação de esmeraldas do MUNDO vem de lá, inclusive) são extraídos aos montes de norte a sul do país.

Pintura em argilaOutro fator para o sucesso das obras foi (e é) a diferenciação regional. Embora não seja um país muito grande, a Colômbia é bem diversificada, tanto no clima quanto nos costumes. E isso faz com que uma peça oriunda de Cartagena, por exemplo, seja diferente de outra de algum vilarejo próximo ao Amazonas, no estilo e no valor histórico (e, ao mesmo tempo, todas as peças, não importam provenientes de qual região, guardam uma similitude impressionante! Acho isso sensacional: são bem diferentes, mas guardam elementos em comum por serem do mesmo país…).
Ah, e claro, não dá pra esquecer de comentar a criatividade e o talento artístico do colombiano (talento comum aos povos latinos, na verdade)…

palhaMas o que expôs a Colômbia ao mundo e dava aquela alavancada na economia local acabou tendo, também, seus momentos de crise. Depois da década de 90, o artesanato colombiano sofreu com a forte concorrência de materiais oriundos da Ásia (principalmente Índia e China). Além da beleza exótica, as peças asiáticas tinham um preço muito inferior aos praticados no mercado, o que fez com que diminuíssem as exportações das colombianas. Até hoje se sabe que é praticamente impossível “bater” as mercadorias da China no quesito preço baixo…

esmeralda
O que o Governo Colombiano fez? Parou de ver a economia ir por água abaixo e criou o programa “Artesanías de Colombia”. Através dele, foram criadas várias medidas para reposicionar o artesanato colombiano mundo afora. Os artesãos são subsidiados pelo Governo para criarem suas peças, além de receberem cursos gratuitos de atualização de técnicas, benefícios fiscais, auxílio nas vendas e exportações, acompanhamento gerencial do negócio próprio, dentre outras coisas. É do Governo, também, o selo de qualidade e autenticidade da peça artesanal, que vai garantir que a mercadora vendida e/ou exportada seja autêntica e venha do melhor material disponível (e é o Governo colombiano quem também paga por melhores matérias primas!). Ah, sem contar no incentivo às novas gerações: há cursos de vários tipos (workshops, técnicos e até superiores) para garantir que artes centenárias não caiam em desuso – os jovens até recebem $$ para aprender ou aprimorar determinado tipo de artesanato…

biju miçangaResultado? O artesanato da Colômbia reposicionado no mercado mundial, amplamente divulgado e comercializado. E, claro: peças lindas (porque todo mundo que trabalha feliz, trabalha melhor!)!

Bacana, né? Claro que, na prática, esse programa deve ter suas deficiências…Se perguntar pra um artesão local a quantas anda o seu trabalho, provavelmente virão queixas e mais queixas…Mas é interessante saber que existe um esforço para se manter a tradição e a cultura em determinado local. Mais uma da série “coisas que o Brasil vidro e ceramicaprecisa copiar urgentemente”…

 

Fotos: todas minhas. Reprodução sem autorização prévia terminantemente proibida, de acordo com a Lei de Direitos pintura à óleoAutorminiaturas em cerâmicaais.

biju prata

Talvez também se interesse por:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

3 thoughts on “O imperdível artesanato colombiano!