Paris para iniciantes! 12


A cidade mais fantástica do planeta, na minha modestíssima opinião, oferece opções para todos os gostos e idades. Paris respira cultura e tudo o que é bom e agrada até os críticos mais exigentes: é o lugar da tradição da moda, dos grandes artistas, de lugares famosos e sabores incomparáveis. Cada esquina conta uma história, e é sempre um prazer conhecer cada uma delas mais de perto.

Pra quem nunca pisou na Cidade Luz (e não sabe o que está perdendo!) e é marinheiro de primeiríssima viagem, eu fiz uma lista de coisas imperdíveis e indispensáveis por lá. 25 coisas a fazer num primeiro passeio a Paris (e olha que foi complicado eleger só 25!!). Anote tudo, guarde fôlego (que será necessário), programe-se e…au revoir!!!

Paris iniciantes_abertura_edit

1. Passeio de barco pelo Rio Sena (Bateaux Mouche) – Tem passeios de hora em hora que saem da frente da Torre. Para o período noturno, algumas empresas oferecem jantar incluído na compra do bilhete (basta que se informem na próprio local, já que os guias falam diversos idiomas, ou na recepção do hotel). Há, ainda, a opção do barco hop-on hop-off (Batobus). Trata-se de uma opção de transporte, inclusive, já que os barcos param em vários pontos da cidade, e permitem que o passageiro pare onde desejar, quantas vezes quiser. O passe é válido por 1 dia, e pode ser comprado em guichê às margens do Sena, localizado em frente ao Museu do Louvre.

2. A fantástica Torre Eiffel, o cartão-postal da cidade, com suas luzes e seu brilho especial. De diversos ângulos, ela é mesmo espetacular!

3. A Notre-Dame, o Hôtel-de-ville, a Sacre-Coeur e o Centre Georges Pompidou.

4. Uma, duas, ou várias passagens pela Champs-Elysèes que, não à toa, é a Avenida mais famosa do mundo.

5. Saborear as delícias fabricadas nas boulangeries (padarias) francesas. As vitrinas de cada uma delas são quase uma obra de arte, que enchem os olhos e dão uma água na boca indescritível. Para acompanhar, um café ou French Capuccino em um dos inúmeros bistrots da cidade.

Paris iniciantes_abertura._Louvre
O imponente Museu do Louvre, o maior e mais vistado museu do mundo | Foto: City Wallpapers HD

6. Umas boas horas no Museu do Louvre, ao menos para ver a MonaLisa, já que Paris respira cultura e o Louvre ainda é o maior acervo cultural do mundo!

7. Assistir a um espetáculo de dança nos cabarets do Moulin Rouge.

8. Comer as “besteirinhas” e os famosos “fast-foods” franceses: crepes, baguettes (sanduíche baguete) e batatas fritas com catchup!

9. Apreciar a St. Germain-des-près e seus inúmeros cafés, bares, restaurantes, grifes, boutiques, livrarias…

10. Uma caminhada pelas ruas do Marais, o bairro cool e cult que respira tradição e hábitos da França do século XX.

11. Experimentar a divina gastronomia francesa. Em Paris, há opções para todos os gostos e bolsos. É um restaurante muito colado ao outro! Mesmo os de preço mais acessíveis tem um menu fantástico e atendimento de primeira. Uma garrafa de vinho ou de um autêntico champagne não podem faltar à mesa, já que, todos sabem, a França tem fama de produzir os mais saborosos vinhos do mundo.

12. Falando em comida, se o orçamento não estiver reduzido, nada poderá ser mais prazeroso, mais romântico e mais tipicamente parisiense (ou “turisticamente parisiense”!)  do que jantar em um dos restaurantes com vista sensacional para a cidade: o La Tour d’Argent, no Quartier Latin, o Le Ciel de Paris, na Torre Montparnasse, ou o Jules Verne, na Torre Eiffel, são as três melhores opções.

13. Se for pra ser romântico, mesmo, valem a pena os passeios de charrete que saem da Torre Eiffel (parece cafona, mas é muito legal!). Não são baratos (lembro-me de 45 Euros por pessoa, ou essa faixa), mas, por uma hora, uma recordação incrível de Paris.

Paris_Jardin_du_Luxembourg_en_été
Jardins públicos (e bem cuidados!) são muito comuns em Paris. Aqui, o do Luxembourg, que é o maior da cidade.

14. Repousar num dos jardins da cidade. Difícil escolher o mais bonito! Mas acho que ainda fico com o Jardin du Luxembourg, de um cuidado e um colorido que nunca vi, nem parecido, em nenhum outro lugar…

15. Visitar o histórico Palácio de Versailles (Evitem comer pelas redondezas, no entanto, porque como fica distante da cidade e é um ponto turístico, tudo é muito caro! Cheguei a pagar 5, 50 Euros numa garrafa de Coca!!!!!!).

16. Uma pausa para fotos e para momentos românticos em uma das lindas pontes que passam pelo Sena (Pont Neuf, Alexander III, Pont des Arts...).

17. Pelo menos entrar em uma das grands magasins. A Lafayette, por exemplo, é apontada por muitos (e por mim também!) como um ponto turístico e de visitação obrigatória em Paris!!

18. Comprar um produto ou miniatura em alguma lojinha de antiguidade (tem diversas espalhadas em toda a cidade!), pelo menos pra guardar como recordação da viagem (Antiques tem tudo a ver com Paris!).

19. Se gostarem de música e artes (como eu, obviamente), e se tiverem sorte de pegar alguma temporada de espetáculos, assistam a um concerto de música clássica ou de ballet na Opera Garnier.

20. Pechinchar e adquirir barganhas nos mercados ao ar livre de Paris. Tem mercados na Rue de Buci (metro Mabillon), na Rue Cler (metro Ecole Millitaire ou La Tour Maubourg, fica entre os dois!) na  Rue Mouffetard (metro Censier Daubenton) e na Rue Montorgueil (metro Les Halles ou Ètienne Marcel, fica entre os dois!). Dá pra comprar lembranças e ótimas quinquilharias. Dá também para escolher um bom vinho, um pão francês, um daqueles queijos de cabra, uma terrine, frutas deliciosas, e levar pra comer no hotel, ou pra fazer um piquenique em algum dos milhares de parques da cidade.

Paris iniciantes_champs-elysees-the-night-lights
O Arco do Triunfo é outra grande obra arquitetônica da Cidade Luz | Foto: City Wallpapers HD

21. Tomar um sorvete Berthillon no Quai d’Orléans (metro Pont Marie) curtindo a vista da Île de la Cité. O sorvete dessa região é o mais famoso da cidade (é gostoso mesmo!). Não tem a tradição dos Gelattos italianos, e pra alguns gostos não substitui nem se compara, mas garanto que a disputa é acirrada!

22.Viver o clima da Belle Époque nas passages e galerias do Palais Royal e dos Grands Boulevards.

23. Perambular pela região que é uma das mais sofisticadas da cidade (Place Vendôme, à rue du Faubourg St-Honoré, à avenue Montaigne e à rue de la Paix…). Hotéis imponentes, resturantes caríssimos, centenas de lojas de grife…Tudo isso porque sofisticação também tem muito a ver com Paris!

24. Levar pelo menos 30 ml de qualquer vidro de perfume. Dizem as más línguas que francês não é muito chegado a tomar banhos, e de fato EU VI algumas mulheres na Sephora (uma loja de perfumes) espirrando fragrância no corpo como se fosse desodorante, assim mesmo, debaixo do braço. Só que não foi pra fugir de banhos que franceses criaram esse amor todo por perfumes. Sequer foram eles que os inventaram (e, sim, os árabes!) mas, pelas técnicas aprimoradas de fabricação e pela variedade dos cheiros, os franceses é que levaram a fama de “produtores mundiais de perfume” pra casa. Desde o fim do século XVIII, a cidade de Grasse, no Sul do país, é tida como capital mundial da perfumaria. E como as principais marcas que dão nome as mais vendidas fragrancias SÃO da França (Hermès, Jacadi, Chanel, Dior…), até dá pra “aceitar” a fama sem contestar muito. Perfume na França não é mais barato, ou tão mais barato que em nenhum outro lugar do mundo, mas é só lá que dá pra comprar um legítimo francês…

25. TER VONTADE DE VISITAR PARIS NUMA OUTRA OPORTUNIDADE, OU EM DIVERSAS OPORTUNIDADES, MUITÍSSIMO EM BREVE!!!

Talvez também se interesse por:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

12 thoughts on “Paris para iniciantes!