Viagem: Punta Cana – o passeio à Isla Saona! 24


Um dos passeios mais procurados em Punta Cana é o que leva a uma das mais belas ilhas do Caribe: a Saona! Alguns nativos dizem que foi por lá, nessa ilha distante duas horas de Punta Cana e que faz parte de uma reserva natural (do Parque Nacional Del Este), onde foi filmado o filme “A Lagoa Azul” (aquele famoso da sessão da tarde, com a Brooke Shields sempre nadando nua, que conta a história de dois adolescentes que se apaixonam numa ilha paradisíaca…); tem crítico de cinema que jura que a locação exata foi em algum ponto das ilhas Fiji…mas não importa! O fato é que essa ilha, de tão linda, foi, é ou será digna de cinema, de foto de capa da National Geographic ou, no mínimo, de um belíssimo cartão-postal.

Para se chegar lá, no entanto, há um longo caminho a se percorrer e um dia inteiro a ser disponibilizado, entre ida e volta. O passeio começa de manhã bem cedo, com a van chegando nos hotéis entre 7h e 7h30. Aí começa o troca-troca: de Bávaro/Punta Cana, percorre-se 1h num ônibus até Bayahibe, de onde saem os catamarãs que levam à Isla Saona propriamente dita. O trajeto é um pouco demorado, cerca de 1h40, mas o entretenimento à bordo é garantido: assim como nos hotéis, as pessoas podem beber à vontade, e ainda tem a oportunidade de dançar ao som de merengue, bachata, reggaeton e até sertanejo universitário (o nosso brasileiro, mesmo), pra quem for menos sortudo…De festa e diversão os dominicanos entendem muito bem, então ninguém pode dizer que se entediou durante essas quase 2 horas…

É ou não é perfeita a cor desse mar???

Quando vai se chegando pertinho da ilha, de areia bem fina e bem branquinha, é que se percebe que valeu muito a pena a quase manhã toda de viagem: o mar é tão calmo que mais parece uma piscina, em tons de azul que oscilam entre o celeste e o turquesa, e todo o lugar é cheio de verde (palmeiras, coqueiros, vegetação nativa…), dando realmente a impressão que se está em uma ilha deserta! Algumas barracas e bangalôs de madeira servem de “refeitório”, e em outros são vendidas peças de artesanato local e souvenirs.

Todos tem cerca de 4h, 5h pra aproveitar a ilha e fazer sabe o quê? Nada!

Como assim, NADA?

Nada mesmo! Esqueça todo aquele agito de Bávaro, aulinha de dança na praia, uma oferta gigantesca de passeios disso, de mergulho daquilo, de atividades à beira das piscinas…Na Ilha Saona a ordem é relaxar nas espreguiçadeiras, aproveitar aquele mar surreal, e rechear o álbum com fotos que parecem de mentira…

Ah…lá pelas tantas é servido um almoço, que já está incluído no valor do passeio, com uma comida bem modesta (salada, arroz, peixe e não muito mais que isso), porém muito boa! E eles até que tentam propor um passeio “relax 100%”, mas não conseguem: dominicano que é dominicano liga o som e dança mais um pouquinho, e ganha quem quer perder umas calorias e acelerar a digestão (mas quem prefere ficar tirando uma soneca pós-almoço não se afeta com o barulho, porque tudo acontece em barracas mais distantes da beira do mar…)…

No meio da tarde é hora de voltar. Uma lancha rápida (speed-boat) leva todo mundo pra um pit stop em outra ilha, a La Palmilla, que tem esse nome porque é cheinha de palmeiras (no maior estilo seriado Lost). Ali, o ponto alto são as piscinas naturais, realmente MUITO transparentes e mornas (e rasas! A água bate, no máximo, na altura da cintura!), de onde é possível ver peixinhos coloridos e várias estrelas-do-mar. A parada por ali dura cerca de 1h, utilizada pura e simplesmente para relaxar e curtir a praia…

De Palmilla todos voltam pro speed-boat, em direção à Bayahibe novamente, pra entrar em outro ônibus (não falei que era um troca-troca) de volta pros resorts, em 1h de viagem que ninguém vê, porque o sono bate legal em todo mundo (praia dá um canseira e uma moleza que só vendo…é ou não é verdade?)…Minto, minto: em Higuey (cidade bem próxima a Bayahibe) o ônibus para numa feirinha de artesanato, que não tem lá grandes coisas, mas já é o suficiente pra quem quer voltar com alguns regalos, especialmente rum e charutos. Depois, sim, todo mundo cai na soneca…

Tá…mas vale a pena o passeio?

A Isla Saona andou perdendo o ibope nos últimos anos pra outras ilhas próximas (como a Catalina), porque a maioria das pessoas (nos reviews e fóruns da internet) tava achando muito esforço, muito tempo perdido, pra depois chegar lá e não fazer nada, ou fazer muito pouca coisa…E como fama de internet – tanto a boa quanto a má – se propaga muito rapidamente, o passeio, em coisa de 2 anos, deixou de ser o preferido da região de Punta Cana.

De fato, é um empenho grandinho pra se chegar até lá. E outro pra se sair de lá. Todo mundo entra numa van, depois num ônibus, num catamarã, num barco rápido, num ônibus novamente, na van novamente…e para na praia, e na outra praia, e na ilha, e na cidade…e é realmente um fuzuê de locomoção que toma 12 horas (ou mais, dependendo se há ou não congestionamento na volta) e uma certa dose de paciência (e de Dramin pra quem enjoa fácil em alto mar).

Mas eu, Susana, indico MUITO o passeio. E se voltasse pra lá, certamente o faria mais uma vez!

Primeiro porque é só na Saona que é possível ver aquele mar bem caribenho mesmo, de foto de revista, sem ondas, de água azul cristalina (sim, porque em Bávaro/Punta Cana, muito embora o mar também tenha uma cor linda, ele é mais agitado…as fotos não ficam lá tão perfeitas…).

Segundo porque a natureza por lá é tão bem conservada e tão perfeita (e aqui falo de Saona e de Palmilla), que parece brincadeira…um paraíso desses pode e DEVE ser aproveitado, afinal de contas, ninguém sai vendo praias perfeitas todo o santo dia…Todo mundo merece pisar numa dessas maravilhas pelo menos uma vez na vida!

Terceiro porque, durante o trajeto, que é guiado por um local, a gente tem a oportunidade de ver a República Dominicana como ela realmente é. Tá certo que (bem) mais pobre e sem o glamour dos resorts, mas é possível entender a rotina deles, a cultura, onde vivem e o que fazem…Eu, particularmente falando, acho interessante agregar essas coisas em qualquer tipo de viagem!

Quarto, e não sei se último, porque é talvez o único dia em que se tem a oportunidade relaxar DE VERDADE. Não que nos outros isso não aconteça, mas quando a gente tá num resort a oferta de coisas pra se fazer é tão grande, que a gente acaba se esquecendo de descansar pra valer, bem naquele clima de sol e praia, mesmo.

Bom…mas pra quem não tem a menor paciência pra ficar numa praia deserta, sem ter realmente muito o que fazer, ou pra quem tem pavor de passeio de barco (que como eu já disse, é longo) falo sem rodeios: melhor ficar no hotel, mesmo.

Decidindo por embarcar nessa, só deixo algumas últimas dicas: não se esqueçam do protetor solar, de óculos e chapéu, de roupa extra (pra ninguém voltar molhado e pegar resfriado no ar condicionado do ônibus), e de livro, ou revista, ou caça-palavras pra matar um tempo na ilha. Ah, e o mais indispensável: uma máquina fotográfica descartável pra bater foto debaixo d´água – aquele mar realmente merece registro de todos os ângulos!

Talvez também se interesse por:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

24 thoughts on “Viagem: Punta Cana – o passeio à Isla Saona!

  • Bruna Amaral

    Aiii..eu não tive a oportunidade de conhecer a Isla Saona, fui só na Catalina, que é linda também!! Mas na próxima (sim, vai ter próxima viagem pra república :D) quero ir lá!! Fiquei morrendo de vontade de conhecer com esse teu post.. Beeeijos Su

  • Bárbara Simões

    Olá! Estou indo a Punta Cana agora em setembro e gostaria de saber mais sobre esse passeio. Você comprou de qual operadora esse passeio,a Blue? Ou tem alguma outra no hotel, algum nome, pois já vi por aí muita gente falando que pela Blue não compensa. E desculpa, mas qual foi o valor?
    Obrigada!

    • susanasteil Autor

      Oi, Bárbara!
      Comprei com a Blue, sim, que foi a que ofereceram no nosso hotel, e não tenho nenhuma reclamação a fazer. Muito pelo contrário, até! Foram super pontuais em todos os passeios, ofereceram assistência e realmente se preocuparam com o nosso bem estar e diversão, oferecendo um serviço bom e de qualidade! Talvez tenham reclamado pela distância…é realmente um super perrengue chegar até a Saona (e voltar dela também!)! Mas vale a pena! Quanto ao preço, não tenho 100% de certeza, mas, se eu não me engano, paguei US$79. Mas eu realmente não lembro o valor exato, se eu achar meu caderno de anotações dessa viagem (onde anotei valores de tudo), eu te aviso depois! Mas nem se preocupa com valores, porque por lá é tudo mais ou menos tabelado…todas as empresas tem valores iguais ou bem semehantes.

    • susanasteil Autor

      Oi, Danila! Mandei email, mas ele voltou…enfim, respondo por aqui! Acho que o hotel é o Paladium, não? Bom…tem alguns dessa rede em Punta Cana, um inclusive bem do lado do meu hotel. Não cheguei a me hospedar nele, obviamente, mas pelo que vi das instalações, recomendaria, sim! Foi como comentei no post: mesmo os resorts mais simples (que não é o caso das Grand Paladium) são super ficáveis. E quanto à localização, nem estressa! Para os passeios, vans passam nos hoteis, independente da distância, pra pegar os hóspedes! Espero ter ajudado! Se tiver mais dúvida, só perguntar novamente!
      Beijo!

    • susanasteil Autor

      Oi, Martina! Primeiro, mil desculpas…fui achar teu comentário perdido na caixa de spam…
      Eu fiquei no Caribe Club Princess 9DÁ UMA OLHADA : http://caribeclubprincess.com/ )…Não é dos mais tops, mas eu recomendo muitíssimo! Excelente custo x benefício, comida maravilhosa, não senti falta de nada!
      Ajudo com teus passeios, com certeza! Manda email pra blog@susanasteil.com.br, falando quantos dias vais gastar por lá, que te respondo com minhas sugestões!
      Beijão!

  • Ludmila

    Oi Susana,
    Vou pra Punta Cana agora em agosto e quero muito fazer esse passeio, mas eu enjoo muito em barcos.. Como é o trajeto da lancha e do catamarã? Balança muito? Obrigada!

    • susanasteil Autor

      Oi, Ludmila!
      Essas coisas de “balançar muito” dependem de uma serie de fatores, inclusive do tempo e do vento no dia do passeio…
      Mas, no geral, a ida é com catamarã (num trajeto que dura, mais ou menos, 1h30) e a volta é com uma lancha rápida (speed boat, que faz bem menos da metade do tempo)…
      Quando eu fui foi tranquilíssimo! A lancha rápida, caso você nunca tenha entrado em uma, é MUITO rápida, mas ela não balança (no sentido de choacoalhar…)…
      Também costumo enjoar demais, mas vou dizer que em outros lugares que visitei, fazendo outros passeios de barco, foi BEM PIOR! O da Isla Saona doi ultra light!
      Toma um dramin…eu tenho alergia a dramin e tomo esses que as pessoas costumam tomar pra ressaca, e nunca passo mal!
      Esse passeio é tão bacana que não vale ficar de fora por nada no mundo!
      Se tiver outra dúvida, só voltar aqui!
      Boa viagem (e, de preferência, sem nenhum enjoo..haha!)!!!

  • Giovanna Martinez

    Oi Susana, tudo bem!? Estou indo a Punta Cana na semana que vem e amei suas dicas, já pesquisei muito mas vai chegando perto e da um medo de dar algo errado… Queria saber se é possível fechar os passeios lá no hotel mesmo, tem várias empresas oferecendo, como é isso? Meu email é gih_gmm@hotmail.com se pudermos conversar… Obrigada beijos

    • susanasteil Autor

      Olá, Giovanna!!
      Eu já te mando um email, pode deixar!
      Mas já adianto assim…não só é seguro comprar os passeios no hotel, como é o recomendável! E os preços não são mais altos por conta disso, não!
      Não vai ter erro, Punta Cana é um destino bem tranquilo e delicioso!
      Vamos nos falando!
      Beijão!

  • Mariana

    Oi Su! Te mandei um email, talvez nao tenha chegado.
    Vou a Punta mes que vem, qual o mes que vc foi? Ficarei no caribe club princess, o que achou da praia do hotel? É o que mais me interessa na verdade.
    Muito obrigada desde ja.

  • Natasha Souza

    Oi Susana amei seu blog ,as fotos, as dicas e tudo o mais parabéns rsrs
    Eu e meu marido vamos para Punta Cana agora em Julho, estou em dúvida quanto a fazer o passeio para Isla Saona ou Isla Catalina, já que vi muitos comentários negativos sobre a refeição da Isla Saona estou com medo até de passar mal :p
    Você tem algo a dizer sobre estes passeios ou qual compensa mais?
    Bjss

    • susanasteil Autor

      Oi, Natasha! Que bacana! Obrigada pelo comentário e feedback positivo!
      Então…eu, no seu lugar, faria os dois! Não são passeios tãaao caros (em média, USD90 por pessoa cada um – pode aumentar ou diminuir se for de dia inteiro ou não, se tiver mergulho/snorkel ou não) e igualmente interessantes! Eu diria, inclusive, que são os mais interessantes da região! No passeio da Isla Saona, a comida é feita no local e bem simples – arroz, salada, peixe assado – e servida na praia, mesmo, em pratos descartáveis. É tudo muitoooo simples, sem o menor glamour, mas eu achei uma delícia, e não tive problema nenhum com isso! Eu já estou bastante acostumada com frutos do mar, peixes feitos dessa forma, porque sempre morei no litoral, então pra mim não foi um problema.
      E o pior é que nem dá muito pra levar a própria comida (caso pensem “ah, ok, vamos, mas não vamos comer no local”), porque vocês dificilmente vão sair do resort pra fazer alguma coisa, mercados ficam distantes e tudo mais.Então o jeito é encarar!
      Não deixaria de fazer o passeio pela questão da comida, não! É a cor de água mais linda que vocês vão ver em Punta Cana, vale a pena! Relaxem com essa questão da alimentação e vão com a cabeça preparada pra algo com ZERO luxo! Se forem realmente do tipo que passam mal muito facilmente, sugiro que levem remedinhos na bolsa – algo pro estômago, fígado, sal de fruta, essas coisas!
      Mas vai dar tudo certo e vocês vão adorar! Se tiverem mais perguntas, só voltar!
      Bom passeiooo! Beijocas!

  • Mariana

    Olá, Susana!
    Passarei as férias em Punta Cana e queria saber algumas coisas:
    – Vc foi a Santo Domingo? O que achou?
    – Há muita diferença entre as praias de Punta Cana? Digo, faz muita diferença se hospedar em Bávaro, ou Arena Gorda, etc?
    Desde já agradeço!

    • susanasteil Autor

      Oi, Mariana! Tudo bem?
      Então…não fui a Santo Domingo, ainda! Retornarei a Punta Cana em março pra um casamento e, daí sim, pretendo ir…
      Na verdade a minha ideia, quando estava lá, era ter pernoitado em Santo Domingo, ou ao menor ter feito o passeio de 1 dia até lá (existem alguns, que em geral oferecem city tours e paradas em pontos mais conhecidos da capital)…mas, estando lá, eu fiquei tão “na folga” do resort que acabei abortando a idéia de sair de Punta Cana pra um passeio mais longo – preferi ficar mais por ali, mesmo. E, na ocasião, não me arrependi!
      Particularmente falando, acho interessante não deixar nada pra trás, porque pode ser que nunca mais na vida você vá retornar ao lugar (assim como eu não queria deixar Santo Domingo de lado, por não saber quando iria retornar à República Dominicana). Vou dar uns exemplos: não faz tanto sentido assim desmembrar Lisboa e Porto, em uma viagem à Portugal; assim como não dá muito pra desmebrar Madri e Barcelona, nem Miami e Orlando…não que não DÊ (já deixei de fora algumas combinações bem óbvias em viagens), mas se você, por exemplo, deixar pra visitar Porto num outro passeio, ou pode não voltar mais à Portugal tão cedo, ou talvez vá ter que fazer um caminho bem mais longo (com logística pior), pra encaixar com outras cidades e/ou países aquela que você deixou pra trás…Não sei qual seu estilo de viajante (se viaja sempre, com frequência, se já foi pro Caribe outras vezes ou não), por isso essa minha observação.
      Então, analisando por esse lado, recomendo muitíssimo uma visita, mesmo rápida, à Santo Domingo (mesmo nunca tendo ido pra dizer MESMO se realmente vale). Não é lá a melhor capital das Américas, em temos de estrutura, mas tem muita história (foi o primeiro ponto descoberto na América), os dominicanos são uns amores, e é sempre algo a mais pra se ver, aprender, aproveitar…enfim!
      Na prática, porém, aconselho que você chegue lá e sinta o que prefere fazer: se quer deixar o resort e ir pra um lugar mais afastado (e praticamente perder 1 dia usufruindo esse resort) ou não…É muito fácil comprar passeios em Punta Cana, o que quer dizer que dá pra decidir no mesmo dia, até! Minha sugestão, então: chega lá, sente a “vibe” e analisa se compensa (pelo tempo, custo do passeio, possibilidade de nunca mais voltar), ou se é mais cômodo ficar em Punta Cana, mesmo.
      Ah, claro…sobre as praias…Os resorts de Punta Cana ficam todos um do lado do outro, numa extensão de mais ou menos 31 km. Então nesse trecho tem Playa Bávaro, Arena Gorda, Playa Blanca…várias! Mas, na prática, é tudo mais ou menos a mesma coisa (elas são separadas por uma pontinha/ curva mínima!). E outra: provavelmente você só vai sair do seu resort pra fazer passeios; a viagem à Punta Cana é quase que totalmente voltada pra escolha do seu hotel, mesmo! Então essa questão de “qual ponto da praia devo ficar” é quase irrelevante. Escolha o resort que melhor se ajustar ao seu gosto e bolso!
      Agora, saindo da região de Punta Cana, existem outras praias na República Dominicana – La Romana e Bayahibe (70, 90km de Punta Cana, de onde partem vários navios de cruzeiro e os passeios à Isla Saona), tem Boca Chica (mais próxima à Santo Domingo), e uma bem famosa e bem comentada, também, que é Samaná (mais ao norte do país, quase 200 km da capital). Mas, pelo que já li, são praias mais sossegadas, desertas, pra quem procura descanso.
      No seu lugar, ficaria com Punta Cana mesmo, já que os hoteis/ resorts têm estrutura imbatível!
      Eu me empolguei aqui respondendo…haha…mas espero ter ajudado! E se precisar de um help na organização da viagem ou de roteiro, só me contatar por AQUI.
      Boas viagens por aí! Beijocas!

      • Mariana

        Olá, Susana!

        Antes de qualquer coisa, muuuuuitoobrigada por ter respondido, e tão rápido!

        No Caribe, conheço Cancún (e arredores) e Cartagena.

        Já decidi: vou a Santo Domingo, sim, no esquema bate-volta mesmo. Penso exatamente como vc: precisamos “esgotar” o destino, caso a gente não volte nunca mais. Então sairei do resort para os passeios de Saona e SD.

        Depois, se vc se interessar, posso dividir minhas impressões sobre a capital dominicana!

        Um bjo!

        Obs: adorei seu blog e sua disponibilidade!

      • Mariana

        Ah! Esqueci de comentar….
        Vou ficar na praia de Arena Gorda e estou receosa de não gostar de lá. Me arrependi por não ter escolhido um hotel em Bávaro.

        • susanasteil Autor

          Issoooo!! Faz isso por mim! Vou em março pra lá, ou pelo menos pretendo ir (Santo Domingo), já caço umas dicas tuas…haha!
          Não vai se arrepender da hospedagem, não! Em Arena Gorda ficam ótimos hoteis, como o Riu Palace, o Gran Bahia Principe, o Iberostar e o sensacional Hard Rock Punta Cana!
          Fiquei hospedada por ali, também…bem do ladinho (mais ou menos)! E realmente você vai chegar lá e ver que foi mais ou menos indiferente ser Bávaro, Arena Gorda, Playa Blanca, Cortecito…! Vai ser ótimo do mesmo jeito!
          E, vai por mim: decide lá se vai valer a pena ir a SD! Saona acho imperdível, Catalina também é super legal…E se decidir ir, pleeease, passa aqui pra me avisar se valeu, mesmo! Agradecerei ;)
          Se precisar de alguma outra coisa, talvez pra um outro destino, será um prazer responder!
          Obrigada, também! Fiquei bem feliz com o comentário! Beijoss!